EnglishFrenchPortugueseSpanish

MGPDI

    O Modelo de Gestão de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, MGPDI, foi desenvolvida pela SOFTSUL em 2008, inicialmente como uma metodologia, com recursos FINEP e contou com a participação de uma equipe multidisciplinar (universidades, centros de pesquisa e instituições) na sua definição.
    Baseia-se em processos definidos nos modelos internacionais de inovação buscando atender a necessidade de implantar nas empresas os princípios da inovação, de forma adequada ao contexto das empresas brasileiras e estando em consonância com as principais abordagens para definição, avaliação e gestão de produtos e serviços inovadores. Foi desenhada em concordância com a Lei de inovação e de modelos de análise de melhores práticas (MPSBR, TRIZ, CMMI, OSLO, PMI, RBS).

DÚVIDAS FREQUENTES

  • O que é o Modelo MDGPI ?
        O MGPDI é um modelo de referência que reúne um conjunto de processos e melhores práticas que orientam as organizações na Gestão da Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (I + D + i).
  • Qual é a finalidade do Modelo MGPDI ?
        Promover a inovação e melhorar continuamente os processos para a gestão da PDI nas organizações.
  • Que empresa pode adotar o Modelo MGPDI ?
        O MGPDI se aplica a empresas de qualquer atividade econômica e de qualquer tamanho.
  • De que é composto o Modelo MGPDI ?
        O MGDPI é composto de um modelo de referência (PRM – Process Reference Model), um modelo de avaliação (PAM – Process Assessment Model) e modelo de negócio.
        O Modelo de Referência MR-MGPDI é um conjunto de processos de inovação que orientam as organizações na execução prática da Inovação.
        O Modelo de Avaliação MA-MGPDI é um conjunto de processos de avaliação e foi definido em conformidade com os da Normas Internacionais ISO/IEC 33002 [ISO/IEC, 2015b].
        O Modelo de Negócios MN-MGPDI descreve as regras de negócio do Modelo MGPDI.
  • Como as empresas podem implementar e avaliar o Modelo MGPDI ?
        Através de um implementador MGPDI credenciado pela SOFTSUl. As empresas implementam o Modelo MGPDI e são avaliadas posteriormente por um avaliador MGPDI, também credenciado pela SOFTSUL .

GUIAS

Modelo de referência
(MR-MGPDI)

GUIA GERAL

Modelo de avaliação
(MA-MGPDI)

GUIA DE AVALIAÇÃO

Modelo de negócio
(MN-MGPDI)

REGRAS DE NEGÓCIO

NOTÍCIAS

Depoimento de participantes do Curso C1/P1 MGPDI

“O curso de introdução consegue apresentar um panorama sobre o MGPDI, abordando um tema muito importante na atualidade.” Anderson Costa, UEPA – Universidade do Estado do Pará, Belém-PA.

“Como curso introdutório atendeu plenamente as expectativas. Sugiro em outras oportunidade semelhantes utilizar exemplos de cases fictícios.” Arnaldo Miranda, diretor da Fundação Parque de Ciência e Tecnologia Guamá, Belém-PA.

“Muito obrigado.” Cassius Carvalho, Avaliador Interno do MGPDI na SCHALTER, Porto Alegre-RS.

“O tempo do curso (8 horas) foi adequado para o objetivo de introduzir o MGPDI. A apresentação foi clara e objetiva, suficiente para transmitir o básico e orientar a busca e estudo de mais detalhes. Valeu a pena. Bom trabalho.” Clenio Salviano, MGPDI Senior Advisor, Campinas-SP.

“O curso de introdução foi uma ótima experiência para ter uma visão geral do MGPDI. Valeu o tempo empregado.” Danilo Scalet, MGPDI Senior Advisor, Curitiba-PR.

“A oportunidade de participação neste curso a distância é muito importante para a disseminação da cultura da inovação nas organizações.” Dênis Camurça, IFPA – Instituto Federal do Pará, Bragança-PA.

“Como curso introdutório foi muito bem articulado e bem didático, parabéns.” Luciana Ferreira, professora da UNAMA – Universidade da Amazônia, Belém-PA.

“O curso básico de MGPDI foi uma ótima oportunidade para apresentação de conceitos de grande relevância na atualidade. Objetivo e claro!” Maíra Sadeck, aluna do mestrado em Gestão de Conhecimentos e Desenvolvimento Sustentável da UNAMA – Universidade da Amazônia, Belém-PA.

“Considero que o curso foi bastante produtivo, levarei como resultado um entendimento mais claro das possiblidades de implementação de métodos de gestão qualificados e do modelo MGPDI como um instrumento viável. Obrigado!” Milksom Campelo, Fundação Parque de Ciência e Tecnologia Guamá, Belém-PA.

“Curso e prova C1/P1 MGPDI em 25NOV2019, por Skype”

Em 25 de novembro de 2019, de 8-12h e 1330-1700h, por Skype, a instrutora Cristina Filipak Machado – Avaliadora Líder do MGPDI ministrou o curso e prova C1/P1 – Introdução ao MGPDI (Modelo de Gestão da Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação nas organizações).

O objetivo do curso foi o de apresentar uma visão geral do: i) Projeto MGPDI; ii) Modelo de Referência MR-MGPDI; iii) Modelo de Avaliação MA-MGPDI.

“MGPDI Senior Advisors”

MGPDI Senior Advisor é um colaborador voluntário, com grande conhecimento nas áreas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (Research, Development and Innovation) e/ou Melhoria de Processos (Process Improvement), convidado pela SOFTSUL (no âmbito do Projeto MGPDI – Modelo de Gestão da Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação nas organizações) para aconselhar e orientar, especialmente quando solicitado, tanto a Equipe Técnica do Modelo (ETM) quanto a Unidade de Executiva do Projeto (UEP).

 

Danilo Scalet (foto) é o novo “MGPDI Senior Advisor”. Diretor de Desenvolvimento de Soluções Corporativas da CELEPAR – Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná, área responsável pelo projeto e implantação de soluções digitais corporativas para o Governo do Estado do Paraná, incluindo projeto de Governo Digital do Estado do Paraná. Foi diretor da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP-TIC) e Membro da Equipe Técnica do Modelo do Programa de Melhoria do Processo de Software Brasileiro (MPS.BR), sendo editor do Guia de Aquisição do MPS.BR.  Atuou junto à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) na elaboração de Normas Técnicas relacionadas a Requisitos e Avaliação da Qualidade de Software tendo coordenado a elaboração de 13 Normas Brasileiras voltadas à Qualidade de Software. Na ISO/IEC, foi membro do “Working Group” de Avaliação de Qualidade de Produto de Software (ISO/IEC JTC1 SC7 WG6), sendo: i) editor das Normas Internacionais ISO/IEC 25000 – Guide to SquaRE e ISO/IEC 25040 – Evaluation reference model and guide; ii) co-editor das Normas Internacionais ISO/IEC 25020 – Measurement reference model and guide, ISO/IEC 25045 Systems and Software Engineering – Systems and Software product Quality Requirements and Evaluation (SQuaRE) – Evaluation Module for Recoverability e ISO/IEC 25041 Systems and software engineering – Systems and Software Quality Requirements and Evaluation (SQuaRE) – Evaluation guide for developers, acquirers and evaluators.

Veja na seção Profissionais/Senior Advisors o miniCV dos outros três “MGPDI Senior Advisors”: Paulo Keglevich, Clênio Salviano e Márcio Spinosa.

AGENDA

Evento

Guia de Implementação do MGPDI – wiki dos processos do Perfil I, II e III

31/03/2020
Evento

Reunião do CGP – Conselho de Gestão do Projeto MGPDI

11/12/2019

CONTATO

PARCEIROS